Sob um guarda-chuvas




Estava caminhando e observando e amei quando vi o sol se por Levemente surgindo raios vermelhos por detrás das nuvens de chuva Amei o som do gotejar do sereno no guarda-chuva Amei quando vi o céu se abrir lentamente sobre os prédios adiante Amei o perfume delicioso de terra molhada O leve toque da brisa que vai e vem como meus pensamentos Maravilhoso! o balançar das árvores no canteiro central da avenida Perfeito! O arco-íris refletido nas janelas dos prédios Como é gostoso o simples! Como é precioso o gratuito espetáculo da vida Amo a repetitiva transformação do mundo Noites virando dias, dias entardecendo e tardes anoitecendo. O envelhecer das mãos apaixonadas que não se largam O sorriso que fica na memória mesmo quando tal não existe mais Palavras que se eternizam no coração O poder de eternizar um momento em versos Amo viver o agora.


Nando Marthins

Um comentário:

Ingrid disse...

Tambem amo o perfume delicioso de terra molhada =D