Cidade Silenciosa


Talvez seriamos apenas mais dois estranhos sentados no meio fio hj sob um céu cheio de perguntas em uma cidade silenciosa. A vida segue sempre caminhos diferentes repetitivamente nos levando e trazendo ao mesmo lugar de sempre, onde sempre estamos e de onde sempre tentamos fugir. Olhamos pro mesmo céu, sentados em meios fios diferentes, em cidades diferentes, com os mesmos olhos distantes e as mesmas perguntas constantes, mas de alguma forma, por alguma razão nos esbarramos pelos caminhos loucos da vida. Deixamos lagrimas pelo caminho, desenhamos sorrisos nas paredes dos muros por onde passamos, escrevemos palavras de esperanças pelas ruas com giz, algumas a chuva apagou, outras ainda estão lá, mas enfim, hj estamos sentados frente ao computador sob o mesmo céu, meus olhos não estão mais tão distantes, olho para uma tela fria de LCD com uma certeza... A vida continua seguindo seus caminhos estranhos nos levando e trazendo aos mesmos lugares de sempre, mas dessa vez não voltei sozinho pra casa, trouxe em mim marcas do giz de suas mãos.
Em algum lugar sei que olhos distantes olham o mesmo céu que os meus e um dia não será mais da mesma forma...

(de coração para uma amiga muito especial)

nando Marthins

2 comentários: